Aditamento do Fies 2019 — Como fazer, Simplificado, Não Simplificado

O Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior, é um programa do governo que permite que alunos que cumpram pré-requisitos possam cursar universidades privadas. Entenda sobre o que se trata o aditamento FIES 2019.

A criação do FIES se deu no ano 1999. Porém, em 2010, ele foi ampliado e reformulado. Desde então, alunos que não possuem a condição de pagar integral ou parcialmente o valor de suas mensalidades ganharam espaço.

O pagamento do FIES 2019 pode ser feito através de parcelas após a finalização do curso, de acordo com o contrato assinado entre a universidade e o aluno. Esse programa possui particularidades próprias e cada caso deve ser analisado previamente antes do fechamento total do acordo entre as duas partes. Entenda mais sobre o assunto.

Aditamento do FIES 2019

Uma vez obtido o FIES, é preciso que o aluno comprove através de documentação que permanece matriculado na universidade. Essa comprovação deve ser feita impreterivelmente uma vez por semestre. Caso não seja realizado, o aluno perderá o direito ao FIES.

Aditamento do FIES 2019

O aditamento FIES costuma acontecer junto ao prazo de matrícula para um novo semestre, mas essa regra pode mudar de acordo com a universidade, que se reserva no direito de pedir essa comprovação em outros prazos.

Além disso, novos contratos podem ser inclusos ao contrato inicial durante o FIES aditamento, então fique atento. Para entender essas situações fora do padrão, é essencial ler o contrato entre a universidade e sua adesão ao FIES, obtendo todas as informações necessárias previamente.

Prazo do Aditamento do FIES 2019

Aditamento do FIES 2019

Os prazos específicos para o aditamento do FIES são divulgados semestralmente através do site oficial do MEC e de suas redes sociais, sendo necessário acompanha-los para obter uma data certeira.

Porém, conforme dito acima, essa data geralmente está próxima à data da matrícula das principais universidades particulares. Nem todas as universidades oferecem o FIES, então é necessário conferir se a sua universidade de escolha está inclusa entre as opções.

No caso da matrícula de sua universidade ser realizada somente uma vez por ano, o aditamento do FIES 2019 não muda sua postura e deve ser feito semestralmente.

Toda universidade parceira do FIES 2019 possui, também, um responsável pelos trâmites do programa entre sua equipe de funcionários. Converse com o seu para obter maiores informações!

Tipos de Aditamento do FIES 2019

Entre os tipos de aditamento FIES pode-se citar dois:

  • Aditamento simplificado;
  • Aditamento não simplificado.

Confira a diferença entre eles:


Aditamento FIES simplificado: é aquele que mantém o contrato inicial sem modificações. Isso significa que o aluno pode fazer seu aditamento diretamente na universidade.

Isso significa que não houve nenhuma situação fora do combinado previamente, como: pagamento atrasado, problemas com o fiador ou restrições em geral.


Aditamento FIES não simplificado: significa que o contrato inicial sofreu modificações ou que passou por alguma das situações acima descritas.
Nesse caso, o aluno precisará fazer seu aditamento FIES no banco onde efetuou seu cadastro, levando uma documentação específica consigo. Essa documentação pode ser obtida na própria universidade.

No geral, ela inclui:

  • Regulação de matrícula;
  • Identificação tanto do estudante, quanto do fiador;
  • Termo de concessão do ProUni, caso tenha;
  • Comprovante de residência e de renda.

Como fazer o Aditamento do FIES 2019

Fazer o aditamento FIES é simples e pode ser feito pela CPSA (Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento) ou pelo SisFIES (Sistema Informatizado do FIES).

Ao acessar o SisFIES, diversas informações sobre o aluno aparecerão. É essencial conferir se estão corretas a fim de evitar que haja a necessidade de reiniciar-se o processo.

Aditamento do FIES 2019

Se ao fazer a conferição os dados estiverem corretos, o aluno terá o prazo de 20 dias para efetuar sua confirmação, indo até o CSPA da faculdade para avisá-lo da confirmação e pegar o DRM. O DRM é o documento da renovação de matrícula, que efetua, de fato, o FIES aditamento.

Esse documento é solicitado quando a situação é a do aditamento do FIES não simplificado e deve ser retirado no banco. A presença do aluno e de seu fiador no banco são essenciais.

Caso do aditamento FIES 2019 não seja realizado, o financiamento será cancelado. Ou seja, fazê-lo é essencial para quem deseja continuar usufruindo do FIES.


Saber mais sobre o funcionamento do FIES e a importância do aditamento FIES é essencial para que você obtenha a condição de estudar pagando por suas mensalidades de forma parcelada na finalização do curso.

Muitos alunos acreditam que simplesmente conquistar o FIES é suficiente, mas isso não é verdade.

No site oficial do FIES você pode obter mais informações sobre ele e garantir que você esteja a par de todo o necessário para tê-lo até o final de seu curso.

Esperamos que você tenha entendido tudo sobre o aditamento do FIES 2019. Caso contrário, deixe suas dúvidas nos comentários e elas serão prontamente respondidas! Boa sorte!

Professor Lucas CunhasEscrito por: Professor Lucas Cunha

Licenciado em Letras pela UFSC, Pós Graduado em Letras e Cultura pela University of Oxford e apaixonado por escrita web. Me sigam nas redes sociais:

  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *